A Câmara de Faro tem a decorrer, até 21 de Setembro, o período para discussão pública do Plano de Pormenor do Largo Dr. Francisco Sá Carneiro.

Os interessado podem consultar as peças neste link, na Loja do Munícipe ou nas instalações do Departamento de Infraestruturas e Urbanismo da Câmara Municipal de Faro.

Ao nível da rede viária, este plano refere que a zona em causa “carece de uma reestruturação, de modo a redimensionar o perfil transversal da via que circunda o Largo, reduzindo a largura da faixa de rodagem e aumentando as áreas de passeio pedonal.” Daí que se pretenda “eliminar a utilização abusiva da via, com estacionamento em 2ª fila na faixa de rodagem, e reordenar as áreas de estacionamento público à superfície criando melhores condições de utilização pedonal e de permanência, e garantindo melhores condições de segurança em caso de emergência ou de incêndio.”

No documento, prevê-se que a oferta de estacionamento de utilização pública, na área de intervenção do plano, aumente de 501 lugares para cerca 630 lugares de estacionamento, que incluem: 39 lugares de estacionamento à superfície, que poderão vir a ser tarifados como acontece actualmente; 445 lugares de estacionamento no interior do edifício do mercado municipal, que se manterão nas condições actualmente existentes e cerca de 146 lugares de estacionamento no interior dos novos edifícios propostos, que poderão ser explorados pelas actividades terciárias previstas para esses mesmos edifícios.

Acrescenta-se, que “irão ainda surgir cerca de 194 novos lugares de estacionamento de utilização privada, na área de intervenção do plano, os quais serão afectos aos novos fogos habitacionais previstos para os novos edifícios.”

No que diz respeito a espaços verdes públicos, prevê-se “o incremento da arborização dos passeios por forma a contribuir para o enquadramento paisagístico do edificado e para a melhoria das condições ambientais.” Os logradouros serão “preferencialmente ocupados com áreas verdes permeáveis, prevendo, além de outros elementos vegetais, a constituição de um alinhamento arbóreo em toda a extensão do limite das parcelas.”

Ao nível das infra-estruturas urbanas, vai ser levada a cabo a alteração da rede de iluminação publica.

Partilhar: