A Universidade do Algarve (UAlg) vai começar a realizar testes ao COVID-19 em colaboração com 15 investigadores do Centro de Investigação em Biomedicina.

“Inicialmente, teremos capacidade para fazer cerca de 40 testes”, afirma Clévio Nóbrega, diretor do Centro à TSF. No entanto, este sublinha que “se a procura aumentar, poderemos duplicar ou até triplicar” o número de amostras.

O responsável pelo Centro de Investigação em Biomedicina da UAlg revela que os primeiros testes começarão a ser realizados nesta instituição na próxima quarta-feira.

Os investigadores da Universidade do Algarve, antes de avançarem com este projeto, já trabalhavam há pelo menos duas semanas nos laboratórios, realizando ensaios.

 

Os lares de idosos da Região do Algarve, serão sujeitos a testes para a COVID-19, facto que levará a aumentar muito a procura por instituições que realizem este trabalho.

Partilhar: