As unidades de alojamento algarvias tiveram, em maio, uma taxa de ocupação global média/quarto de 69,8%, 1,8% abaixo do valor homólogo de 2018, informa a Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (IEFP).

Os mercados que mais contribuíram para a descida verificada foram o alemão (-29,6%), e o holandês (‑29,3%). Em sentido contrário andou o mercado britânico, que apresentou uma subida de +6,0%.

O volume de vendas manteve-se inalterado face ao ano anterior.

Pelas contas da AHETA, desde o início do ano a taxa de ocupação quarto regista uma subida média de 1,1% e o volume de vendas um aumento de 3,5%.

Partilhar: