O Município de Faro informa que recebeu do Tribunal de Contas visto favorável relativamente ao contrato de empréstimo assinado com a Caixa Geral de Depósitos no montante de 4.801.000 euros, a pagar em 12 anos. 

Este financiamento, que se reparte entre os anos de 2019, 2020 e 2021, destina-se a concretizar um conjunto de intervenções que, refere a autarquia, em comunicado, “são cruciais no quadro da estratégia definida para desenvolvimento do território e fomento das atividades que nele decorrem e que se somam a muitas outras em curso – umas em projeto, diversas já em obra”.

As intervenções programadas e cujos procedimentos podem ser desde já lançados são: O Centro de Recolha Oficial de animais (orçado em 1.250.000 euros); o Centro Cultural e de Inovação de Bordeira com Museu da Pedra e Museu do Acordeão (1.201.000 euros); a primeira fase da futura 3ª Circular, desde a Avenida 25 de Abril à Estrada da Penha (850.000 euros); a requalificação da Mata do Liceu (850.000 euros) e, ainda, a requalificação da centenária Alameda João de Deus (650.000 euros).

Partilhar: