Em dezembro, a taxa de desemprego situou-se em 6,6%, menos 0,1 pontos percentuais (p.p.) que o valor do mês anterior, igual ao valor de três meses antes e menos 1,3 p.p. que no mesmo mês de 2017, revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os técnicos daquele organismo estimam que a população empregada tenha sido de 4.841.800 pessoas, tendo aumentado 0,4% (18,4 mil) em relação ao mês anterior (novembro de 2018), 0,5% (24,2 mil) em relação a três meses antes (setembro de 2018) e 1,5% (71,7 mil) em
comparação com o mesmo mês de 2017. Comparando com o mês precedente, a população desempregada diminuiu 0,4% (1,5 mil pessoas).

Relativamente a janeiro, a estimativa provisória do INE é que a população empregada tenha sido de 4.849.300 pessoas, o que representará um aumento de 0,2% (7,5 mil) em relação ao mês anterior. A população desempregada deverá ter sido de 347,9 mil pessoas, um aumento de 1,0% (3,6 mil) em relação ao mês anterior.

Como neste mês terá também havido um crescimento da população ativa, estima-se que a taxa de desemprego se tenha fixado em 6,7%, o que significa um acréscimo de 0,1 p.p. em relação ao mês anterior.

Partilhar: