O Índice de Produção na Construção registou uma taxa de variação homóloga de 2,7% em Abril (em Março, a variação tinha sido de 2,4%), revela o Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

Os índices de emprego e de remunerações cresceram 2,3% e 4,8% (1,7% e 2,3% em Março), respectivamente.O índice de produção na Construção observou em Abril uma taxa de variação homóloga de 2,7%, o que compara com 2,4% em Março.

De acordo com o INE, durante o período em análise, “os dois segmentos tiveram comportamentos distintos, embora ambos positivos”. O segmento da Construção de Edifícios acelerou 0,9 pontos percentuais (p.p.), para uma variação homóloga de 2,9% em Abril (contributo de 1,7 p.p. para o índice agregado), enquanto o de Engenharia Civil abrandou 0,4 (p.p.), para uma taxa de variação homóloga de 2,5% e um contributo de 1,0 p.p. para o índice total.

O índice de emprego no sector da construção assinalou uma variação homóloga de 2,3% (variação de 1,7% em
Março). Face ao mês anterior apresentou uma taxa de variação de 0,1% (variação de -0,5% em Abril de 2017).

Em Abril, o índice das remunerações efectivamente pagas registou uma taxa de variação homóloga de
4,8% (2,3% em Março).

Partilhar: