Decorreu na passada Sexta-feira, 8 de Junho, no auditório da Biblioteca Municipal José Mariano Gago, em Olhão, mais uma reunião da Investalgarve – Rede Regional de Apoio ao Desenvolvimento Económico Regional.

Organizada pela Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), com o apoio da Câmara Municipal de Olhão, a reunião discutiu o tema “Algarve 2030 – Perspectivas Financeiras para o Próximo Período de Programação de Fundos Estruturais” e a apresentação do ponto de situação dos vários projectos regionais.

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) – Algarve apresentou em primeira mão os resultados das consultas públicas realizadas entre Abril e Maio em Vila Real de Santo António, Portimão e Faro, que apontam uma visão participada do que as instituições e pessoas do Algarve esperam para o próximo período de programação dos fundos estruturais.

Aquiles Marreiros, técnico da CCDR Algarve, apresentou o painel, que incorporou nas discussões um olhar local sobre as questões do desenvolvimento do território do Algarve. A inovação, a sustentabilidade, a coesão territorial e a cultura foram os domínios que se esperam priorizados no programa Algarve 2030.

A Câmara de Olhão foi representada pelos seus técnicos, e pela vereadora Gracinda Rendeiro, que afirmou estar satisfeita com a presença das diversas instituições que se deslocaram a Olhão e com o resultado do esforço conjunto: “o tratamento dado à programação dos fundos estruturais, no âmbito da iniciativa Algarve 2030, mostra a maturidade com que o tema vem sendo tratado e prova disso é este auditório cheio e participativo”.

Partilhar: