A rede da Regus vai instalar um centro de negócios na Quinta do Lago, concelho de Loulé, composto por vastas áreas de terraço, incluindo algumas privativas, diversas salas de reunião, coworking e escritórios privados, equipados e prontos a usar. 

O Country Manager da Regus em Portugal, Jorge Valdeira, diz que “queremos oferecer aos nossos clientes uma rede global de espaços de trabalho. Em Portugal passamos a estar do Minho ao Algarve, e em termos mais internacionais alargamos as opções na rede Regus numa zona importante onde já temos presença em cidades da Andaluzia como Sevilha, Málaga e Marbella, e também em Gibraltar e Tânger. O Algarve é uma região cosmopolita com residentes variados, incluindo grandes comunidades estrangeiras e população móvel e todos necessitam de espaços de trabalho flexível.”

Este responsável acrescenta que “o turismo, o imobiliário e um conjunto de serviços ao seu redor são determinantes na região e possivelmente a maior fonte de cliente locais, mas há mais para além disso. As empresas do resto país ou internacionais com atividade na região irão ter também na Regus uma solução para as suas operações, sejam comerciais ou outras.”

Com a abertura deste centro “a Regus pretende colmatar uma necessidade existente naquela região. Os residentes temporários vêm ao Algarve com o intuito de lazer, mas em muitos casos têm uma atividade profissional ou de negócios que têm de ir assegurando em paralelo. Com a Regus no Algarve cria-se uma infraestrutura que permitirá a muitos deles passar uma parte maior do seu tempo na região, beneficiando do melhor de dois mundos, tirando partido do que as tecnologias nos oferecem em termos de trabalho remoto e da flexibilidade dos serviços Regus que lhes permite contratar exatamente o serviço que precisam. Por outro lado, mesmo quando é necessária uma deslocação física, o aeroporto de Faro e a rede de autoestradas deixam a região a uma distância temporal perfeitamente aceitável para viagens de trabalho ou negócios de curta duração”, refere Jorge Valdeira.

O novo centro de negócios, cuja abertura está prevista para novembro, implica um investimento de mais de um milhão de euros, tem mil metros quadrados e poderá albergar mais de 100 empresas e profissionais independentes. 

Esta aposta surge no ano em que a Regus celebra 25 anos em Portugal. O centro da Quinta do Lago será o 14º da marca no nosso país, juntando-se aos do Porto, Braga, Vila Nova de Gaia, Oeiras e Lisboa.

 

Partilhar: