A Câmara Municipal de Loulé e o IKEA Portugal assinaram um protocolo que tem vista o apoio à criação, em Loulé, de um pólo de criatividade, aliando o trabalho de designers ao dos artesãos tradicionais, dinamizando o empreendedorismo local.

Numa altura em que já se encontra em funcionamento o Loulé Design Lab, estando prevista a médio prazo o arranque do ECOA que irá constituir-se como um Espaço de Competências de Artes e Ofícios no edifício do Palácio Gama Lobos (as obras de reabilitação estarão concluídas dentro de um ano), a empresa sueca irá associar-se a estas acções com todo o seu know how internacional na área do design, numa acção integrada que terá também a Universidade do Algarve como parceiro.

Na ocasião, o presidente da Câmara de Loulé, Vítor Aleixo referiu que o concelho “seleccionou um projecto para o seu futuro que passa pelas indústrias criativas, por reabilitar as nossas actividades criativas tradicionais, que se materializam na actividade do artesanato, juntando-lhe contemporaneidade, podendo tirar algum partido económico desta actividade”. Este é um projecto ao qual, acredita o autarca, poderá ser enriquecido pela experiência internacional quer o IKEA tem, na área do design, daí se justificando, na sua opinião, este acordo.

Da parte do IKEA, Cláudia Domingues referiu que a empresa chegou há pouco tempo ao Algarve, e quer “estar mais ligada ao dia a dia da região”. Por outro lado, acrescentou, “a perfeita harmonia com os valores da nossa empresa fez com que estivéssemos obviamente disponíveis. Podemos transmitir um pouco do nosso know how trazer aqui convidados que possam ajudar a pensar de outra forma e trazer um pouco da inspiração de fora”.

Sob o “chapéu” do Loulé Criativo, o Loulé Design Lab é um laboratório de criação, investigação e experimentação onde são disponibilizadas condições para a formação e fixação de uma comunidade criativa, com o design como eixo de acção, com forte ligação à cultura local e em rede global com outras instituições e projectos de referência.

Nesta altura encontram-se incubados no Loulé Design Lab 10 projectos com 14 pessoas residentes e ainda 4 projectos de utilizadores pontuais que têm a possibilidade de usar algumas das valências do espaço e os serviços prestados. O espaço está ainda aberto a qualquer pessoa da comunidade que poderá utilizar as instalações e ferramentas com os seus próprios materiais.

Partilhar: