Em novembro, o valor médio de avaliação bancária, realizada no âmbito de pedidos de crédito para a aquisição de habitação, fixou-se em 1 215 euros por metro quadrado (euros/m2), mais 3 euros que em outubro, revela, esta sexta-feira, o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Aquele organismo acrescenta que, “em comparação com o período homólogo, o valor médio das avaliações cresceu 6,2% para 71 euros, tendo o valor de apartamentos e de moradias aumentado 7,0% e 4,8%, respetivamente.” O Algarve foi a região em que o aumento homólogo foi maior, tendo atingido 8,8%.

O preço das habitações na região foi avaliado cerca de 30% acima da média nacional. No que aos apartamentos diz respeito, o valor médio de avaliação bancária foi 1 277 euros/m2 no país e de 1 589 no Algarve (+24% que a média nacional).

Quanto às moradias, a avaliação média nacional situou-se em 1 115 euros/m2. Os valores mais elevados observaram-se na Área Metropolitana de Lisboa (1 560 euros/m2) e no Algarve (1 533 euros/m2, o que corresponde a mais 37% que a média do país), e o mais baixo no Centro (965 euros/m2).

Partilhar: