Os utilizadores da Praia Fluvial de Alcoutim irão, dentro de algum tempo, passar a contar com diversos equipamentos de apoio, como um parque de campismo, outro de caravanismo, um espaço para zona desportiva e recreativa e um local de apoio às restantes actividades.

Isso mesmo deverá ficar definido no Plano de Intervenção em Espaço Rústico do Pego Fundo de Alcoutim (PIERPFA). O início de procedimento para elaboração desse documento foi aprovado pela Câmara local, no decorrer da sua última reunião do executivo.

Num prazo máximo de 18 meses será elaborada a proposta do PIERFPFA, que prevê a valorização das valências naturais e turísticas da zona, o enquadramento paisagístico da área do Pego Fundo e a infraestruturação do espaço.

A área, de propriedade totalmente municipal, corresponde a cerca de 7,38 hectares e dista cerca de meio quilómetro do Rio Guadiana, possuindo excelentes vistas sobre a Ribeira, Alcoutim e toda a paisagem circundante. A zona é delimitada a norte pela estrada Municipal 507, a sul pela Praia Fluvial do Pego do Fundo e a nascente pela EBI de Alcoutim, acabando na Ribeira de Cadavais.

 

O PIERPFA vai ainda estar sujeito a um procedimento de avaliação ambiental e irá alterar o Plano Director Municipal (PDM) na sua área de intervenção, quer devido à Reserva Ecológica Nacional (REN), quer em termos da Reserva Agrícola Nacional (RAN), introduzindo uma nova disciplina de ocupação, uso e transformação do solo para a área em causa.

Partilhar: