O Partido Socialista (PS) venceu as eleições Legislativas em todos os concelhos algarvios. No total, votaram na lista que tinha Jamila Madeira como nº1 um total de 63.480 pessoas, o que corresponde a 36,76% dos votos expressos. Este resultado permitiu-lhe eleger 5 deputados, mais um do que em 2015.

Os políticos do PS que vão representar o Algarve são os seguintes: Jamila Madeira; José Apolinário; Jorge Botelho; Joaquina Matos e Luís Graça.

O segundo partido mais votado foi o PSD, que obteve 38.504 votos (22,30%), o que lhe permitiu eleger 3 deputados, mais um do que tinha até agora. São eles: Cristóvão Norte, Rui Cristina e Ofélia Ramos.

O Bloco de Esquerda ficou em terceiro lugar, com um total de 21.255 (12,31%) e mantém João Vasconcelos como deputado.

Relativamente às outras formações partidárias que foram a votos há a destacar pela positiva o PAN, que aumentou substancialmente a sua votação. Pela negativa há a assinalar os maus resultados da CDU e do CDS que perderam os deputados (um cada) que tinham.

Os resultados completos foram os seguintes:

PS: 63.480 (36,76%) – 5 eleitos;

PSD: 38.504 (22,30%) – 3 eleitos;

Bloco de Esquerda: 21.255 (12,31%) – 1 eleito;

CDU: 12.182 (7,05);

PAN: 8.238 (4,77%);

CDS: 6.578 (3,81%);

Chega: 3.689 (2,14%);

Livre: 1.705 (0,99%);

PCTP/MRPP: 1.510 (0,87%);

Iniciativa Liberal: 1.421 (0,82%);

Aliança: 1.311 (0,76%);

R.I.R: 1.038 (0,60%);

MPT: 739 (0,43%);

Nós, Cidadãos: 735 (0,43%);

PNR: 727 (0,42%);

PURP: 498 (0,29%);

PPM: 407 (0,24%);

PDR: 358 (0,21%);

PTP: 355 (0,21%).

Foram contabilizados 4.903 (2,84%) votos em branco e 3.064 (1,77%) nulos.

O número de inscritos na região era de 376.800 mas apenas foram votar 172.697 pessoas, o que significa que a taxa de abstenção foi de 54,17%.

 

Partilhar: