A Beta Talk deste mês vai olhar os centros antigos das cidades numa perspectiva empreendedora, através de novas ideias, negócios e apostas ganhas na revitalização das zonas históricas de cidades como Faro e Portimão, numa conversa com Nuno Almeida Fernandes e Diogo Perry, co-fundadores do hostel Casa d’Alagoa e Hostellicious e Michael Caixinha, co-fundador e actual proprietário da Casa da Tocha.

O encontro com quem queira aparecer no Café Concerto do Teatro Municipal de Portimão (TEMPO) terá lugar na próxima Segunda-feira, 16 de Abril, a partir das 19h00.

Nuno Almeida Fernandes e Diogo Perry são dois amigos que deixaram a capital e rumaram a sul para, em conjunto, com mais um sócio, em Agosto de 2011, abrirem aquele que seria o primeiro hostel da cidade de Faro, o Casa d’Alagoa.

Um edifício com mais de 200 anos, localizado no coração da cidade, em avançado estado de degradação, ganhou uma 2ª vida, viu ser recuperado o seu nome original, mantida a sua traça e no ano passado foi considerado o nono melhor do Mundo pelos prémios ‘Hostel of the Year’. A aposta na cidade de Faro seria reforçada em 2017, quando os dois resolveram abrir, aquele que será o maior hostel do Algarve com 150 camas – o Hostellicious.

 

Michael Caixinha nasceu em Colónia, na Alemanha, mas logo aos 8 anos foi viver para Portimão, terra dos seus avós até ir para a Universidade, em Lisboa, onde frequenta o curso de Direito na Universidade Autónoma. Permanece na capital durante sete anos, não só a estudar como também a trabalhar – foi responsável pela compra de música alternativa, jazz e eletrónica na Valentim de Carvalho e colaborador do Reader’s Digest, entre outras incursões profissionais.

De volta a Portimão, em 2002, fez parte da criação do bar “Marginália”, um espaço alternativo de entretenimento nocturno na zona antiga da cidade. Paralelamente, começou a dedicar-se à exploração de empreendimentos turísticos, um negócio familiar que hoje ganha uma nova escala com o projecto Algarve Connected, um site que apresenta várias ofertas de alojamento local e actividades turísticas complementares existentes na região.

Em 2013, em parceria com um amigo, começou a remodelar um edifício devoluto há mais de 20 anos, que em 2015 abriu as suas portas como Hostel, Taberna e Loja, um espaço de pernoita, que serve refeições, petiscos e acima de tudo momentos especiais.

A entrada como é habitual na Beta Talk Portimão é livre mas sujeita a inscrição prévia através de https://tinyurl.com/betatalkportimao-abril2018.

 

Partilhar: