Atendendo à atual situação de emergência de saúde pública, ocasionada pela epidemia da doença COVID-19, o Município de Alcoutim deliberou, em reunião realizada dia 12 de agosto, a atribuição de uma comparticipação financeira para apoiar as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho com o objetivo apoiar os custos acrescidos para que cumpram todas as orientações e cuidados emanados da Direção Geral de Saúde (DGS).

Esta é mais uma medida de apoio excecional do Município às IPSS do concelho, que pretende apoiar o esforço financeiro imprevisto e acrescido na defesa da saúde dos seus utentes e funcionários, permitindo manter o reforçar as medidas de apoio que cumprem as regras da DGS.

As IPSS abrangidas pelo protocolo são: Centro Paroquial de Vaqueiros, com uma comparticipação financeira de 10.000,00€; Centro Paroquial de Martim Longo, com uma comparticipação financeira de 10.000,00€, Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alcoutim, com uma comparticipação financeira de 15.000,00€. Associação de Solidariedade Social, Cultura, Desporto e Artes dos Balurcos, com uma comparticipação financeira de 7.500,00€.

O Município tem vindo a reforçar as parcerias com as IPSS com valências de Centro de dia, Apoio Domiciliário e Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas tendo concretizado a realização de testes de rastreio COVID-19 em todas as instituições, a utentes e funcionários, assim como ofertando todo o equipamento de Proteção Individual que garante a proteção de utentes e funcionários, assim como criou uma Bolsa de Voluntários.

O Presidente da Câmara Municipal, Osvaldo dos Santos Gonçalves, refere “, num tempo em que se torna imperioso e primordial o contributo das IPSS, enquanto prestadores de cuidados à população mais idosa, uma das mais vulneráveis a esta pandemia, pretende-se assim fortalecer aquela que é já a resposta célere”.

 

Câmara Municipal de Alcoutim

Partilhar: