Em Novembro de 2017, as exportações e as importações de bens registaram variações homólogas nominais de, respectivamente, +11,9% e +10,4%, desacelerando ambas face ao mês anterior (+12,8% e +21,1% em Outubro de 2017, pela mesma ordem), revela o Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

Excluindo os Combustíveis e lubrificantes, as exportações aumentaram 12,8% e as importações cresceram 7,8% (respectivamente +14,0% e +19,6% em Outubro de 2017).

Pelas contas daquele organismo, o défice da balança comercial de bens foi de 867 milhões de euros, o que representa um acréscimo de 17 milhões de euros face ao mês homólogo de 2016. Excluindo os Combustíveis e lubrificantes a balança comercial atingiu um saldo negativo de 430 milhões de euros, correspondente a uma diminuição de 171 milhões de euros em relação ao mesmo mês de 2016.

No trimestre terminado em Novembro de 2017, as exportações e as importações de bens aumentaram respectivamente 10,2% e 13,2% face ao período homólogo.

Partilhar: