A Câmara de Lagos inaugurou, na passada Sexta-feira, 8 de Setembro, o primeiro cemitério de animais do Algarve e o terceiro do país.

A obra resultou de uma proposta feita por Cecília Paula do Carmo, presidente da associação de defesa de animais ‘Cadela Carlota’ no Orçamento Participativo de 2016, que foi uma dos mais votadas pela população.

O equipamento cuja primeira fase implicou um investimento de, praticamente, 50 mil euros, integra um módulo de inumação aeróbia (gavetões) com 39 unidades, de dimensões diferenciadas para animais de grande, médio e pequeno porte.

A empreitada também envolveu o arranjo de espaços verdes exteriores, a colocação de mobiliário urbano e a construção de uma arrecadação. Em fase posterior, e considerando a procura, o número de unidades poderá, eventualmente, duplicar, dentro da área disponível para o efeito.

A proponente do projecto, Cecília do Carmo, estava visivelmente satisfeita, aproveitando a ocasião para agradecer o facto de que “daqui em diante todos os que amamos os nossos animais como sendo da nossa família, e que lhes tentamos proporcionar o melhor em vida, também teremos, agora, um local digno onde podem ser enterrados com todo o respeito que nos merecem”.

Para Maria Joaquina Matos, a Presidente da Câmara Municipal de Lagos, este “foi mais um dia muito especial na vida do nosso Município. Hoje, estamos todos de parabéns porque a obra está concluída, a primeira obra inaugurada no âmbito do Orçamento Participativo, iniciativa que o Município implementou em 2015 e a que pretende dar continuidade.”

Partilhar: