Os estabelecimentos hoteleiros e similares portugueses registaram 1,5 milhões de hóspedes e 4 milhões de dormidas em Março, correspondendo a variações de, respectivamente, +11,6% e +10,3%, revela o Instituto Nacional de Estatísticas (INE). Neste mês houve um incremento de 376,8 mil dormidas face a igual mês do ano anterior.

Este organismo registou aumentos das dormidas em todas as regiões do Continente e nos Açores. Os destaques vão para os crescimentos no Alentejo (+29,9%), Norte (+18,9%) e Centro (+17,4%).

O maior contributo para o aumento veio do mercado interno, cujas dormidas aumentaram 16,3% (após +7,9% em Fevereiro). As dos mercados externos (72,6% do total) também tiveram comportamento positivo, mas de menor dimensão, de 8,2% (+5,5% no mês anterior).

Os proveitos apresentaram um crescimento de 17,5% (+10,9% em Fevereiro) e atingiram 220,5 milhões de euros.

O INE refere, ainda, que estes bons resultados foram influenciados pelo efeito de calendário do período da Páscoa, que tiveram impacto no final de Março.

O Algarve captou 27,2% das dormidas totais, atingindo um total de 1,1 milhões, um aumento de 10,7%. No acumulado dos três primeiros meses do ano, a região registou 2,267 milhões de dormidas, um aumento de 5,6% face a idêntico período de 2017.

Partilhar: