Após vencer, com maioria absoluta, as eleições intercalares que decorreram no passado dia 2, o presidente da Câmara de Castro Marim, Francisco Amaral, quer agora “recuperar o tempo perdido, tentar garantir ainda os fundos comunitários e avançar a toda a velocidade” de forma a concretizar algumas das obras que considera serem prioritárias para o município.

Em intervenção proferida na sessão de tomada de posse, realizada esta terça-feira, o autarca colocou no topo das suas prioridades a necessidade de levar água potável a todas as casas do concelho e de renovação da rede de água e saneamento básico na sede do concelho, que” tem mais de 60 anos e todos os dias rompe, assim como na rua principal de Altura”.

O autarca também destacou a necessidade de serem feitas intervenções de requalificação do espaço onde se realizam os mercados mensais de Castro Marim, de conservação dos caminhos agrícolas e de limpeza urbana.

A nível económico e turístico, Francisco Amaral assumiu querer avançar com a construção de um parque empresarial, duas áreas de autocaravanismo (em Castro Marim e Altura) e desenvolver o projeto de implementação das estruturas de apoio a uma praia fluvial e centro de atividades náuticas na barragem de Odeleite, que “será também um fator importante na luta contra a desertificação e despovoamento da serra de Castro Marim.”

Ainda a este nível, o presidente da autarquia aproveitou a oportunidade para dar uma boa notícia: a de que dentro de poucos dias poderá ser licenciada a primeira unidade hoteleira na vila de Castro Marim.

Muitas destas obras, “não fora os constantes entraves, já deveriam estar muito avançadas.” Agora, “com esta confortável maioria, o clima de paz e de tranquilidade será apanágio deste novo executivo municipal e com certeza que a Assembleia Municipal irá compreender a recente mensagem expressa pelo povo e também colaborará neste clima de apaziguamento e de concórdia”, pelo que será possível dar passos no sentido do desenvolvimento do concelho, garantiu o reeleito autarca.

Liderada por Francisco Amaral, a coligação PSD/CDS obteve maioria absoluta nestas eleições intercalares, com praticamente 60% dos votos expressos, que lhe permitiram passar a ter três elementos no executivo municipal (Francisco Amaral, Filomena Sintra e Victor Rosa), contra apenas dois do PS (Célia Brito e Vera Martins).

 

Partilhar: