Em Dezembro de 2017, a taxa de ocupação por quarto nas unidades de alojamento do Algarve foi de 39,9%, o que representa 2,3 pontos percentuais (pp) acima da verificada no período homólogo do ano anterior.

Segundo os dados mensais recolhidos e agora divulgados pela Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), o mercado nacional foi o que mais contribuiu para a subida verificada (+3,2 pp), enquanto que, mantendo a tendência dos últimos tempos, o britânico (-3,6 pp) foi o que apresentou a maior descida.

Pela positiva, para além do mercado nacional, há a destacar as subidas registadas nos mercados espanhol, alemão e holandês.

Por zonas geográficas, as maiores subidas ocorreram nas zonas de Tavira (+8,4 pp) e Vilamoura / Quarteira / Quinta do Lago (+6,7 pp). Albufeira, a principal zona turística do Algarve, registou uma subida de 4 pp. As principais descidas ocorreram em Monte Gordo / VRSA (-10,5 pp) e Faro / Olhão (-8 pp).

Por categorias, assinala-se a subida nos aldeamentos e apartamentos turísticos de 3* (+7,7pp) e nos hotéis de 5 estrelas (+7,2 pp).

O volume de vendas aumentou 12,3 por cento durante o mês.

Em termos acumulados, ao longo do ano de 2017, a taxa de ocupação quarto registou, na região algarvia, uma subida de 2 % e o volume de negócios um crescimento acumulado de 10 %.

 

Partilhar: