Em dezembro de 2018, as exportações registaram uma variação homóloga nominal de +7,3%, correspondendo a uma significativa aceleração face ao mês anterior (-7,0% em novembro), informa o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O contributo mais relevante para este acréscimo é material de transporte, maioritariamente de automóveis para transporte de passageiros, em 26,8% (contributo de +4,1 p.p. para a taxa de variação homóloga).

As importações aumentaram 7,5% (+12,8% em novembro de 2018), com o material de transporte a registar um aumento de 22,0% (contributo de +3,4 p.p. para a taxa de variação homóloga).

Pelas contas daquele organismo, excluindo os combustíveis e lubrificantes, as exportações aumentaram 9,0% e as importações cresceram 9,1% (respetivamente -6,6% e +13,1%, em novembro de 2018).

O défice da balança comercial de bens totalizou 1 615 milhões de euros em dezembro, mais 122 milhões de euros que no mês homólogo de 2017.

No conjunto do ano de 2018 as exportações e as importações de bens aumentaram respetivamente 5,3% e 8,0% (+10,0% e +13,1% em 2017), tendo o défice da balança comercial de bens aumentado 2 670 milhões de euros.

Partilhar: