A partir desta quarta-feira, 7 de agosto, e até ao próximo domingo, dia 11, tem lugar mais uma edição do Festival da Sardinha, na zona ribeirinha de Portimão.

Para dar o mote a um dos mais famosos certames gastronómicos da região, teve lugar hoje de manhã uma recriação da descarga da sardinha que evocou as atividades ligadas à faina dos homens do mar e que atraiu alguns milhares de espetadores, muitos deles estrangeiros, tendo culminado numa sardinhada popular. Este programa integrou a emissão especial “Festa da Sardinha”, transmitida em direto de Portimão pela RTP 1 ao longo do dia.

O arranque do 25º Festival da Sardinha está marcado para as 18h30 de amanhã, 7 de agosto, decorrendo a abertura oficial no Jardim 1º de Dezembro, com animação musical e arruada até ao recinto do evento, a cargo da Banda da Sociedade Filarmónica Portimonense e da Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Portimão, a que se seguirá visita ao certame e jantar típico/sardinhada.

Até domingo, 11 de agosto, as sardinhas, acompanhadas com batata cozida e salada à algarvia, podem ser degustadas num dos restaurantes parceiros do festival- À Ravessa, Casa Bica, Dona Barca, Forte e Feio, O Meco, Peixarada, Retiro do Peixe Assado, Ú Venâncio e Zizá, com mais de dois mil lugares sentados.

Uma das novidades desta edição é o facto de o recinto do Festival transitar para uma zona próxima do Clube Naval de Portimão. 

No Palco Principal, que este ano será montado junto ao Clube Naval, irá dominar a boa música, sempre a partir das 22h00, com o seguinte alinhamento: 7 de agosto – Amor Electro; 8 de agosto – Bárbara Bandeira; 9 de agosto – Marco Rodrigues; 10 de agosto – C4 Pedro; 11 de agosto – Expensive Soul.

Mas toda a zona ribeirinha da cidade, entre o Museu de Portimão e a área entre pontes, estará repleta de outros motivos de interesse, do artesanato à doçaria, com muita animação de rua e música a cargo de bandas e artistas da terra, que atuarão no Jardim 1º de Dezembro (18h30 às 19h30), no Coreto da Praça Manuel Teixeira Gomes (19h30 às 20h30) e no Palco Sardinha, na zona de restauração (20h30 às 21h45).

Junto à antiga Lota de Portimão, o Petinga Park proporcionará, entre as 18h30 e as 24h00, um espaço inteiramente dedicado às famílias, com insufláveis e atividades diversas para todos, totalmente gratuitas, sem esquecer a roda gigante, com 38 metros de altura, que domina a paisagem. 

O Museu de Portimão adapta o seu horário de funcionamento nas datas do festival, abrindo portas de quarta-feira a domingo entre as 15h00 e as 23h00, sendo que no último dia do Festival a entrada será livre das 15h00 às 19h00. De referir que a mostra “Passear pela História” será inaugurada às 19h00 de 10 de agosto na Praça Manuel Teixeira Gomes, onde ficará patente até 29 de setembro.

Partilhar: