A dívida pública portuguesa fixou-se, em setembro, em 249,0 mil milhões de euros, o que significa uma redução de 300 milhões de euros relativamente ao final de agosto, revelou hoje o Banco de Portugal.

Esta instituição acrescenta que para a diminuição registada “contribuiu essencialmente o decréscimo dos títulos de dívida em 0,6 mil milhões de euros, compensado parcialmente pelo aumento de certificados do Tesouro e outros depósitos junto das administrações públicas”.

No documento pode, também, ler-se que “os ativos em depósitos das administrações públicas aumentaram 0,9 mil milhões de euros, pelo que a dívida pública líquida de depósitos registou um decréscimo de -1,2 mil milhões de euros em relação ao mês anterior, totalizando 223,7 mil milhões de euros”.

Partilhar: