Desidério Silva vai recandidatar-se a mais um mandato à frente da Região de Turismo do Algarve (RTP). À frente  exercer essas funções há 5 anos, considera ter dado um contributo importante para que o Algarve tenha consolidado a sua posição como principal destino turístico nacional, “apostando na diversificação da oferta turística da região, com vista à sustentabilidade do destino durante todo o ano”.

Desidério Silva lembra que uma das suas primeiras iniciativas foi elaborar um Plano de Marketing Estratégico que “definiu como prioridade uma diversificação da oferta turística do Algarve, com o destino a apostar em produtos complementares como o Turismo de Natureza, onde os Passeios de Bicicletas, as Caminhadas, a Observação das Aves, o Turismo Desportivo, o Turismo Náutico a Gastronomia & Vinhos, o Touring, o Hipismo, entre outros”.

O homem-forte do turismo algarvio diz que “é com sentimento de dever cumprido que chego ao final do meu mandato”, até porque entende estar ligado ao período em que o turismo do Algarve registou resultados recordes em todos os indicadores da actividade turística.

Desidério Silva refere os mais de 19 milhões de dormidas que a região registou em 2017, um aumento de 33% face ao seu início de mandato e lembra que em 5 anos, verificou-se “um aumento de 76% dos proveitos totais da hotelaria algarvia e mais 54% de passageiros processados pelo Aeroporto de Faro”. Para além disso, “a sazonalidade, um dos maiores desafios ao turismo no Algarve tem vindo a ser esbatido de forma gradual e consistente: as dormidas em época baixa aumentaram 45% entre 2012 e 2017”.

Em face disso, considera que faz sentido apresentar-se para um novo mandato, tendo, como de resto, aconteceu em 2013, o conhecido empresário André Jordan como mandatário.

Partilhar: