A criação de um Centro de Alto Rendimento em Sagres foi defendida pela presidente do Algarve Surf Clube, Zara Mata, no decorrer do II seminário “Potencialidades de um concelho – O Mar de Vila do Bispo”, que teve lugar esta Sexta-feira, 28 de Abril, no Centro Cultural de Vila do Bispo.

Na sua opinião, a este nível,o concelho algarvio devia seguir os exemplos da Ericeira e Peniche, que têm aproveitado bem as condições que têm para a prática da modalidade.

Numa primeira fase, sugere que se comece pela criação de uma sede, que permita a realização de intercâmbios entre clubes, a ocupação de tempos livres, treinos indoor e, basicamente, um local onde “as crianças e os jovens do concelho possam ocupar o seu tempo com algo que possa concretizar-se como futuro de vida, propondo uma alternativa imediata aos pouco sociáveis computadores e tablets.”

Zara Mata defendeu que foram as empresas locais, que, basicamente, criaram o “Turismo de Surf”, dinamizam e produzem imensos benefícios para a região, “assegurando uma actividade de elevada qualidade, bastante segura para os praticantes”.

Apesar disso, lamentou que as escolas legais acabam por constituir “alvos fáceis” de fiscalizações, mesmo com “tudo em ordem”. Enquanto isso, “as ditas escolas ilegais” acabam por disfarçar a sua actividade, fazendo-se passar os seus responsáveis por pessoas que estão, simplesmente, a dar aulas a amigos, e assim “vão subtraindo espaço nas praias e qualidade nas aulas.”

Para que este tipo de turismo possa evoluir e o concelho tirar dele o máximo proveito possível, referiu este dirigente, é, sobretudo, preciso criar melhores infraestruturas na praia, como duches e wc’s, para além de melhores meios de salvamento, uma vez que aquela é uma costa perigosa.

 

Partilhar: