Portugal regista hoje 14 mortes atribuídas à covid-19, 2.595 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e uma redução nos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos, segundo os dados oficiais.

De acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), estão hoje internadas 924 pessoas com covid-19, menos 30 em relação a quinta-feira, 199 das quais em cuidados intensivos, menos nove nas últimas 24 horas.

A área de Lisboa e Vale do Tejo com 913 casos e a região Norte com 950 têm 71,7% do total das novas infeções verificadas nas últimas 24 horas.

As 14 mortes ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo (4), na região Norte (5), na região Centro (1) na região do Alentejo (2) e na região do Algarve (2).

No que respeita às faixas etárias, oito das vítimas mortais tinham mais de 80 anos, três entre os 70 e os 79, duas entre os 60 e os 69, e uma entre os 40 e os 49 anos.

Relativamente ao total de 2.595 infeções nas últimas 24 horas, o boletim revela que 226 têm entre os 0 e os 9 anos, 441 entre os 10 e os 19 anos, 642 entre os 20 e os 29 anos, 443 entre os 30 e os 39 anos, 342 entre os 40 e os 49 anos, 210 entre os 50 e os 59 anos, 135 entre os 60 e os 69 anos, 80 entre os 70 e os 79 anos e 74 com mais de 80 anos.

Os dados divulgados pela DGS mostram também que há menos 750 casos ativos, totalizando 50.811 e que 3.331 pessoas foram dadas como recuperados nas últimas 24 horas, o que aumenta o total nacional para 897.886 recuperados.

As autoridades de saúde têm em vigilância nas últimas 24 horas menos 410 pessoas, totalizando 78.737.

A região de Lisboa e Vale do Tejo com a notificação de 913 novas infeções, contabiliza até agora 377.697 casos e 7.400 mortos.

Na região Norte foram registadas hoje 950 novas infeções por SARS-CoV-2, totalizando 374.443 casos de infeção e 5.442 mortes desde o início da pandemia.

Na região Centro registaram-se mais 289 casos, acumulando-se 129.566 infeções e 3.042 mortos.

No Alentejo foram assinalados mais 130 casos, totalizando 33.673i infeções e 982 mortos desde o início da pandemia.

Na região do Algarve o boletim de hoje revela que foram registados 234 novos casos, acumulando-se 32.638 infeções e 389 mortos.

A região Autónoma da Madeira registou 23 casos, somando 10.581 infeções e 71 mortes devido à covid-19 desde março de 2020.

Os Açores têm hoje 56 novos casos contabilizando 7.443 casos e 38 mortos desde o início da pandemia.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 443.440 homens e 521.945 mulheres, mostram os dados da DGS, segundo os quais há 656 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que esta informação não é fornecida de forma automática.

Do total de mortes, 11.348 eram pessoas com mais de 80 anos, 3.714 com idades entre os 70 e os 79 anos, e 1.575 tinham entre os 60 e os 69 anos.

Quanto às infeções o boletim revela que do total de 966.041 pessoas infetadas desde o início da pandemia, 57.162 tinham entre os 0 e os 9 anos, 95.948 entre os 10 e os 19 anos, 149.836 entre os 20 e os 29 anos, 143.071 entre os 30 e os 39 anos, 159.059 entre os 40 e os 49 anos, 136.266 entre os 50 e os 59 anos, 92.534 entre os 60 e os 69 anos, 59.393 entre os 70 e os 79 anos e 72.116 com mais de 80 anos.

A taxa de incidência nacional de infeções pelo vírus SARS-CoV-2 por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias desceu hoje para os 419,2 casos, assim como o índice de transmissibilidade que é agora de 0,98.

No boletim epidemiológico conjunto da Direção-Geral da Saúde e do Instituto Nacional da Saúde Doutor Ricardo Jorge, assinala-se que a taxa de incidência nacional desceu dos 428,3 casos verificados na quarta-feira para os 419,2.

No continente, este indicador estabilizou, registando o mesmo valor de quarta-feira e de segunda-feira, ou seja, 439,3 de infeção por SARS-CoV-2 por 100 mil habitantes.

Quanto ao Rt – que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de uma pessoa com o vírus – desceu hoje de 1,01 notificados na quarta-feira para os 0,98 a nível nacional, mantendo a tendência descendente, quando na segunda-feira estava nos 1,04.

No continente o Rt desceu também dos 1,01 para os 0,98.

Os dados do Rt e da incidência de novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias – indicadores que compõem a matriz de risco de acompanhamento da pandemia – são atualizados pelas autoridades de saúde à segunda-feira, à quarta-feira e à sexta-feira.

Lusa

Partilhar: