Uma das principais prioridades do reeleito presidente da Câmara de Faro é a requalificação do Cais Comercial, da Doca e de todo passeio ribeirinho.

No entanto, aquele espaço é da competência do poder central, pelo que, no seu discurso de tomada de posse, Rogério Bacalhau lançou um repto ao Governo para que se defina e diga o que quer ali fazer. Em especial, o autarca insta o executivo liderado por António Costa a dizer se concorda com o projecto de requalificação do Cais Comercial que a Câmara já apresentou ou se tem outra solução e, “se sim, qual e quando a implementa”.

Para o próximo mandato, um dos princípios essenciais de que diz não abdicar é o do “rigor nas contas e a gestão cuidadosa”. Mas, de qualquer forma, a situação com que hoje se depara é muito diferente da que encontrou há 4 anos quando tomou posse do cargo de presidente, pelo que há margem financeira para levar por diante vários projectos e intervenções importantes.

Uma delas é a continuação do Plano Faro Requalifica, outra será a requalificação da zona que vai do Teatro das Figuras até ao Largo de S. Francisco. Igualmente prioritário, na sua opinião, é reforçar o investimento na habitação social.

Partilhar: