A ACRAL – Associação do Comércio e Serviços da Região do Algarve congratula-se com a decisão da Câmara de Portimão de instalar um sistema de videovigilância no concelho e desafia os restantes municípios a adoptar medidas análogas.

“Estamos no final de um ciclo político mas era bom que os diferentes candidatos autárquicos assumissem desde já o compromisso de vir a instalar sistemas de videovigilância nos respectivos concelhos, a bem do Algarve enquanto região”, considera o presidente daquela entidade, Álvaro Viegas.

“Esta proposta”, salienta este responsável associativo, “vai ser enviada a todas as câmaras municipais e aos vários partidos políticos”.

Para o dirigente, “a videovigilância teria um efeito dissuasor e preventivo muito grande, tornado a região ainda mais segura e atractiva para quem nos visita ou cá queira investir e residir”.

“Na proposta da Câmara de Portimão”, recorda Álvaro Viegas, “só terão acesso às imagens os agentes da PSP, o que garante o direito à privacidade dos cidadãos e deverá satisfazer as exigências da Comissão Nacional de Protecção de Dados”.

Para o presidente da ACRAL, a videovigilância “é um auxiliar poderoso para a manutenção da segurança e a prevenção da criminalidade, além de que aumenta o sentimento de segurança dos cidadãos, factor não despiciendo quando se escolhe um destino de férias ou uma região para investir”.

Partilhar: