O reforço da limpeza urbana é uma das prioridades da reeleita presidente da Câmara de Lagos. Para além de aumentar os meios próprios da autarquia, Joaquina Matos garante, também, ir continuar a insistir com a empresa Algar para que reforce os meios que tem para cumprir a sua missão, a este nível, naquele concelho.

No seu discurso de tomada de posse, a autarca assumiu que um dos sectores que exige maior atenção por parte da sua equipa, ao longo dos próximos 4 anos, é o da habitação social.

Em relação a obras concretas, anunciou que vai avançar, a muito curto prazo, a intervenção da última fase do Anel Verde, na zona do Bairro Operário, tal como as de conclusão do parque escolar, “nomeadamente, na freguesia da Luz e da parte antiga da Escola de Odiáxere.”

Relativamente à polémica intervenção que já está a decorrer na zona da Ponta da Piedade, garantiu que ela irá respeitar os valores ambientais daquele que é um das mais emblemáticos cartões de visita do concelho de Lagos.

Joaquina Matos mostrou-se, ainda, pronta para receber as novas competências que, no âmbito do pacote de descentralização, está a ser preparado pelo Governo.

A nível político, o mandato que agora se inicia promete ser tranquilo para a presidente de Câmara socialista, uma vez que a seu lado, na Câmara, conta com 4 vereadores do PS contra apenas 2 da oposição.

Também na Assembleia Municipal, que continua a ser presidida por Paulo Morgado, o PS conta com uma maioria confortável, com um total de 15 elementos (11 directamente eleitos e 4 presidentes de junta, que têm lugar por inerência naquele órgão), enquanto que, no total, a oposição apenas elegeu 10.

Partilhar: