A Câmara de Lagos aumentou em 7,2 milhões de euros (+26%) as receitas conseguidas no 1º semestre deste ano, em comparação com o período homólogo de 2016. No total, a autarquia lacobrigense arrecadou 35,3 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano, segundo é revelado na informação financeira do semestre.

No que diz respeito à despesa, no final de Junho ela era de 21,2 milhões de euros, um valor superior em 2,7 milhões (+15%) do que o verificado no final do 1º semestre do ano anterior.

Entre as rubricas que mais contribuíram para o aumento da receita estão as verbas do IMI (5,9 milhões de euros), as do IMT (5,6  milhões), as receitas relativas à Tarifa de Disponibilidade da Água (2 milhões) e a Venda de Água (quase 1,3 milhões).

Quanto às que tiveram um peso mais significativo nas despesas, os destaques vão para a Aquisição de Serviços (6,6 milhões de euros) e Despesas com o Pessoal (5,8 milhões).

Partilhar: