Em novembro, o Índice de Volume de Negócios no Comércio a Retalho registou uma taxa de variação homóloga de 3,7%, revela o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O agrupamento Produtos não Alimentares teve um aumento de 4,3% em novembro, mais 1,1 pontos percentuais (p.p.) que o registado em outubro, enquanto o de Produtos Alimentares desacelerou 1,2 p.p., para 3,0%.

Aquele organismo acrescenta que os índices de emprego, de remunerações e de horas trabalhadas, apresentaram taxas de variação homóloga de 2,2%, 4,0% e 1,3%, respetivamente.

Partilhar: