O índice de volume de negócios no comércio a retalho desacelerou 2,3 pontos percentuais (p.p.), para uma taxa de variação homóloga de 4,4% em maio.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE) a desaceleração do índice total refletiu o abrandamento de ambos os agrupamentos, 1,4 p.p. dos Produtos Alimentares e 3,1 p.p. dos Produtos não Alimentares. As variações homólogas destes agrupamentos foram de 5,1% e 3,8%, respetivamente, (6,5% e 6,9% em abril, pela mesma ordem).

Pelas contas dos técnicos daquele organismo, os índices de emprego e de remunerações no comércio a retalho aumentaram, respetivamente, 2,1% e 2,8% em termos homólogos (variações de 2,6% e 3,1% em abril, pela mesma ordem).

Partilhar: